Minha primeira vez

Um conto erótico de Lility
Categoria: Heterossexual
Data: 23/06/2013 01:57:04
Nota 10.00

Oi, meu nome é Lility (fictício). E Não sou tão atraente, ao menos hoje em dia, já que eu tenho 69 anos (sem trocadilhos). Mas quando moça todos falavam que eu era uma graça, quase todos os garotos da minha rua, queriam namorar comigo, e alguns algo a mais. Bem o que vou contar hoje aconteceu há 52 anos, nuca tive coragem de falar isso, mas quando em uma noite de insônia vi esse site, me senti encorajada, para dividir essa experiência, talvez não seja tão excitante, mas é totalmente real. Nesta época eu tinha 17 anos. Tinha 1,60 de altura, loirinha com os cabelos longos até a cintura, uma cinturinha fina, quadris largos, coxas grosas, olhos verdes, branquinha, um bumbum arrebitado, e um sorriso encantador (era o que todos diziam). Nessa época ainda morava em São Paulo, apesar de toda a proteção dos meus pais, sempre dava umas escapadas. Sempre ia na lanchonete com as minhas amigas, e certa vez, tinha um bando de garotos entre quinze e dezesseis anos. Um deles me chamou muita atenção, ele era branquinho, olhos castanhos escuros assim como os seus cabelos, era alto tinha 1,77 eu acho. Os garotos estavam tão interessados no jogo que, nem percebiam que nós estávamos lá, isso me deixou meio chateada, mas as garotas falaram que era assim mesmo, garotos daquela idade só pensavam em brincar de bola na rua.

Passei a semana toda pensado naquele moleque, na escola me pegava constantemente pensando nele, em casa meus banhos começaram a ser mais demorados, pois eu era adepta da masturbação, e sempre ficava muito excitada quando lembrava dele. Antes do fim de semana acabei brigando com o meu namorado, que estava beijando a minha vizinha (Vaca!). Não sai de casa até o sábado, de tanto as minhas amigas insistirem decidi sair, fomos para a mesma lanchonete. E lá estava o mesmo grupinho de garotos, e claro aquele garoto. Dessa vez eles estavam melhores vestidos, e quando eu olhei ele, um dos amigos deu uma cotovelada nele. Depois disso, o garoto mesmo envergonhado olhava para a nossa mesa, quando começou a tocar musica, e só estava eu sentada, ele veio falar comigo. Eu estava pulando por dentro, ele se apresentou e falou seu nome, Jorge (fictício). Conversamos um bom tempo, apesar da pouca idade (quinze), era bastante maduro, tínhamos varias afinidades, adorávamos Rock and Roll e futebol. E quando eu disse que meu namorado do tinha me traído, ele me disse “ Que tonto, se tivesse uma namorada linda como você, nunca olharia para outra garota” Fiquei corada quando ele me disse isso, comecei a sentir um tesão. Já era um tanto tarde, e ambos não queríamos ir pra casa, eu como não queria nada tive a ideia de saímos escondidos, e ir para um estacionamento que era do meu tio.

Saímos sem ninguém perceber, e durante nossa caminhada conversamos sobre namoradas. Ele me disse que nunca teve, que eu era a primeira garota que ele ficava sozinho. Perguntei um quanto tímida se ele era virgem, e disse que sim, também disse que era, e que talvez meu namorado tenha me traído por nunca deixa-lo encostar muito perto. Ele segurou a minha mão, e logo nos abraçamos, continuávamos a falar sobre sexo, a cada passo eu ficava mais quente, e ele também, já que dava para perceber algo mexendo nas suas calsas. Finalmente chegamos no estacionamento que estava deserto. Abri a porta da cabine (eu tinha uma chave extra), e depois de trancar o chamei para se sentar comigo no sofá, ele estava com as bochechas vermelhas, tão vermelhas quanto as minhas. Ele me disse meio sem jeito que gostava do meu cabelo, então pedi para ele toca-lo, ele chegou mais perto de mim, pude sentir sua respiração ofegante. Como meus cabelos eram longos, ele encostava a mão nos meus seios, e isso me deixada doida. Com certa cautela, pedi para ele acariciar meus seios por cima do vestido, ele não hesitou muito. Ele acariciava com cuidado, o que foi bom, pois meus seios eram doloridos naquela época. Enquanto uma mão tocava meu seio, com a outra, ele com as pontas dos dedos tocava meus lábios, e meu rosto. E enfim ele me deu um beijo, um selinho, nada de muito melado mas que me excitou muito. Logo tentei intensificar o beijo, já que como eu já tive um namorado sabia mais ou menos o que fazer. Enquanto nos beijávamos desci minha mão pelo peito dele até chegar no meio das suas pernas, seu pênis estava duro, comecei a massagear-lo. Parei de beija-lo, e o deitei no sofá abri o zíper da sua calsa, e ainda com a cueca passei a dar selinhos em seu pênis, ele dava gemidos baixos. Depois ele tirou suas calsas e a cueca, e pude fazer uma oral, naquela época não sabia muito o que era isso, tinha ouvido uma amiga falar , e na hora da excitação resolvi fazer. Beijava a cabeça do pênis, colocava tudo na boca, tirava e lambia as bolas. Ele começou a gemer mais alto, não me importei porque só tinha um mercado ao lado do estacionamento, ninguém iria nos escutar. Parei e pedi pra ele me beijar, e ele foi me beijando o pescoço, e desceu até os meus seios, tirou a parte de cima do meu vestido e começou a beijar devagar, nunca me apertando, passava seus lábios de leve pelos meus bicos, e eu ia gemendo pedindo mais, e ele sempre fazia minha vontade. Eu já estava deitada e ele em cima de mim, chupando minha barriga, subiu para os meus seios e depois de mais algum beijos ele disse sussurrando “eu não aguento mais”. O que foi ótimo, pois eu também estava louquinha para ser penetrada. Tirei o resto do meu vestido, e ele a sua blusa e jaqueta, se posicionou no meio da minhas pernas “Vai devagar, lembra também sou virgem” eu disse. Ele foi devagar me penetrando, eu sentia muita dor, mas nunca fazia objeção, quando finalmente rompeu o meu hímem, dei um grito e até saiu uma lágrima, e ele com todo o carinho enxugou com os lábios. Quando eu já estava acostumada com o seu pênis dentro de mim, ele começou o movimento de vai e vem, sempre devagar. Logo meu desconforto foi substituído pelo tesão, e comecei a gemer, gemia alto, era muito prazeroso fazer aquilo. Sempre tive muita curiosidade de saber como era transar, algumas amigas minhas falavam que era bom, que eu deveria fazer, mas não tinha nenhum tesão no meu namorado, ele era tão grosso e mau educado comigo. Ao contrario, Jorge era muito carinhoso, e apesar de ser sua primeira vez, teve muita paciência. Eu o abraçava forte, minhas pernas estavam entrelaçadas sobre os seus quadris, assim sentia a penetração mas profunda.

Mais algumas estocadas e gozamos, perdi o ar naquele momento, gozamos juntos, e pra mim foi tão forte que até o arranhei e puxei os seus cabelos. Depois nos olhamos com cumplicidade, nos beijamos, e ficamos deitados por mais um tempo. Depois nos vestimos e saímos antes que o meu tio ou algum fucionário chegasse. Trocamos telefones, e sempre nos encontrávamos, logo ele virou meu namorado e depois de dois anos nos casamos. Sou casada com ele até hoje, tenho uma vida muito feliz, e nos amamos muito.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
23/06/2013 06:11:01
Muito bom e excitante, gostei.

Online porn video at mobile phone


conto erótico Levei minha mulher na pescaria da perdiçãoeu qero asistir videos porno os caras do pau grande regaçado as mulheris e elas gritado sen aquetarpet shop mulheres banhando cachorro pornôbunduda agachando para pegar objetos do chãoEdgar um velho casado com uma gordinha de 24 anos metendo gostosohomens querendo f**** com mulheres com pau impinadinho dentro da roupaPapai vio eu de sainha sem calsinha fes eu senta en seu colo pal fora da bermuda semtei gostei dei ate meu cu po meu pai contosTio Fudeu minha buceta e eu gosteiporno de patroa fazedera obrigado o piao a chupalaXsvideos punheta na frente da curiosaembebedei minha esposa contoseu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladosquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhoquero ver porno bem dotado estrupado as indoneziaspornoproibidodoidaovideos novinha reagindo um compo malhadocontos eroticos pai e filha mdicocontos trai meu marido com um cara do pau grandemeninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolacasada fica excitada ao ver o cavalo cruzar com égua no YouTubex vidio comtos eroticos flaguei minha avófoto de nuher pelada asbonitas gratuitosex incesto cumendo a priminha piquena e magrinha linda comendo o cu piquenaporno novinhas dando uma escapolidinhamamadelas e fodas na buceta fundavideo de mulher tirando a o sutian ea calsinha ficando subinuacontos eroticos de corno manso no pagode com negrosconto erotico gay vovo deu leite pro netinhoembebedei minha esposa contosa loira do olho azul me chamou de Zé tacudo e eu falei assim vai tomar no seuver e baixar video porno duas morenas tomando no cuzinho cheio de porra ela ate mija aos poucos e a porra sai de vagar com seu cu arombado e piscando muitoas menina gostosinha em casa malhando sermãocontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docesVideo pornopanteras filho comardo maebaixar vidio porno mã colocando. bruza roza en sua filcontos eroticos so cabecinhaflagante de sexo com patricinha de carangolacontos eiroticos leilapornnovinha de biquine fazedo sexo de ladinho colado bem devagarinho no cuzinhocachorro comendo o cu do doni gay xvideoxnxxcontos eiroticos leilaporncontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porrapornodequatoxvideos 2 min. transando coladinhos gozando muito escorrendo gozo tio cacetudo sublinho pau pequeno corno humilhado por noiva putinha contos cm fotosEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contoscomo ficar escanchada na picar pra doermãe mãe cedinho comemorando Natal português XVídeosnalvinha fudendo com homem mas velhorcontos eroticos dando o cuzinhi e a boceta pro molekis da vizinhancapassou a mão na rola do padrastodormindodebbrasil pornomuler pega marido colocando prima pagando boqetexvidios outros purai favoritosnovinha moreninhafazendo sexo nachácara com tiorelatos e contos caseirosde filhos que fragaram suas mae f sexo pornozoofilia mulher da esguinchada com lmbidas de cachorrofinha tarada nu pai e pai fas sexo com ela x10pornodoido sistema.brutocontos de mae.putona tarada pela rola do filhoquero ver cachorro enganchado com essas gostosas por favorvideo de homemmorde vaginavedeo de flha de shortinho no talo andando de bicicleta e pai.de pau durocontos amigo tarado aposta game fui viado sexoComendo minha cumade galega magrinha safadinha encuato o cupade trabalhar xxxvidioscasa dos contos eroticos bunda cagadacinicota xxx videossocaaa com força malandrotao novinha e tao putaxvideomuiler da buseta ixada levamo varanora novinha conto sexocontos eroticos no coletivo de curitibaXVídeosgarota lindas de olhos verdesnegão socando a rola no c* da neguinha fazendo ela arregala o olhoconto de incesto mae mulata de babydolller contos eroticos de padres reaislipesonhador casa dos contos gayconto sou rabuda e fui encoxadamae.caga.no.casetao.d.fihlo.passando a mao no decote e chupando os peitoscontos eroticos betty vagabundaxvidios marido trabalhanwww.xvideo rola fina que a camissinha fica fougadamulher pelada colocando frutas no cel cu e dando pra sua filia cheirarseja ativo dia 27 estarei vídeo pornô adoro que você vai vir te dariaConto veridico de tio e sobrinhapacome o cu da filha e ela gritazdorovsreda.ru gay velhorevista private relatoscontos eróticos primeiras lições do vovô Contos eroticos fui estrupado por travestisdebbrasil pornominha prima nechupando gostoso