Desabafo de uma mãe - cap II (um beijo aconteceu)

Um conto erótico de Sonia Mello
Categoria: Heterossexual
Data: 02/01/2017 12:43:34
Última revisão: 03/01/2017 00:31:11
Nota 10.00

Depois daquele dia louco em que me masturbei pensando em meu filho minha cabeça parecia uma panela de pressão. Eu achava aquilo um absurdo, não conseguia me perdoar. Tentei de todas as formas reprimir aquilo. Mas um fato novo me colocaria em rota de colisão contra o que eu tentava sufocar.

André, meu filho, namorava naquela época. Uma garota chamada Camila, de quem eu nunca gostei (instinto de mãe ou ciúmes?). Ele era muito apaixonado por ela. Acontece que ela o traiu com outro rapaz e ele descobriu, ficando arrasado. Chorava muito, ficou deprimido, e eu , como mãe, tentava animá-lo. Nas nossas conversas ele dizia coisas que mexiam comigo:

- Mãe, agora eu sei como você sentiu quando o pai te abandonou por causa daquela vagabunda.

- Filho... você não deve se deixar abater. Você vai encontrar outra mulher que te mereça.

- Mãe, o que eu queria mesmo era achar uma mulher como você!

Ao ouvir isso, minhas pernas tremeram. O fato é que com esse baque nós ficamos ainda mais unidos

Era noite de domingo e eu peguei um blusão de moleton que estava jogado na sala, para colocar na máquina de lavar. Fui verificar os bolsos para ver se ele não tinha esquecido nada e achei um cigarro de maconha. Fiquei sem saber o que fazer, mas resolvi falar com ele. Fui até o seu quarto. Ele estava deitado na cama, assistindo televisão. Só de bermuda, sem camisa. Ver aquele corpo de deus grego já me fez sentir um tremor por dentro.

- André... posso entrar?

- Claro, mãe. Você é sempre bem-vinda.

- O que é isso que eu achei no seu bolso?

Ele ficou sem graça, mas não mentiu.

- É um baseado, mãe?

- Você anda se drogando?

- Ah, mãe... é só um baseadinho. Eu não sou drogado. Eu fumo só de vez em quando. Você sabe que eu sou atleta, não vou me estragar. É só pra relaxar, de vez em quando.

Fiquei impressionada com a honestidade dele. Outro teria mentindo, inventado uma desculpa, mas ele foi franco.

- Filho, eu não vou te recriminar. Só não quero que você se envolva com coisas piores.

- Fica tranquila, mãe. Fala uma coisa: Você já fumou maconha?

Diante da sinceridade dele, eu não tive coragem de mentir.

- Quando eu tinha sua idade, fumei algumas vezes. Mas logo parei.

Ele me olhou com olhos doces, de quem realmente gosta de uma pessoa e perguntou:

- Quer fumar esse comigo?

Eu fiquei chocada com aquele convite.

- André... isso é coisa que se ofereça pra sua mãe?

- Ah, mãe... você é a pessoa que eu mais amo no mundo. Queria só dar uma relaxada com você.

Ouvir ele dizendo que me amava me fazia bem à alma. E ver aquele corpo lindo mexia comigo.

- Tá bom... mas só um pouquinho. Eu não to acostumada, vou acabar caindo.

- Deita aqui do meu lado.

Confesso que quando me deitei ao lado dele senti minha vagina pulsando. Ficar perto daquele corpo esculpido, lisinho, era demais pra qualquer pessoa.

Ele acendeu o baseado, fumou um pouco e passou pra mim. Eu fui bem devagar. O cigarro de maconha trocou de mão algumas vezes, e eu já me sentia meio lesada.

- Nossa, eu to chapada... fazia uns vinte anos que eu não fumava! Minha cabeça tá rodando.

- Encosta a cabeça no meu peito... - disse ele.

Quem visse a cena pensaria que éramos dois namorados. Deitados na cama, ele sem camisa, eu com a cabeça encostada naquele peito lindo, aquele braço forte envolvendo meu corpo. Eu me sentia no céu. Estava tão bom que eu devo ter cochilado.

Foi então que eu senti algo roçando meus lábios. Tão suave, tão doce que eu nem quis abrir os olhos. Senti de novo. Eram os lábios do meu filho, tocando os meus, tão suavemente que eu quase não sentia. Ouvi o pequeno estalo de um beijo. E novos beijos se seguiram. Selinhos delicados. Senti um impulso de mandar ele parar, de dizer que aquilo era errado, mas antes que eu pudesse agir ouvi ele sussurrar:

- Eu te amo muito mãe....

Então percebi os lábios dele tocando os meus, só que agora mais separados. A ponta da sua língua deslizou por meus lábios. Eu tremia, mas o chamado do corpo foi mais forte. Lentamente eu comecei a responder aos seus beijos. Meu corpo pegava fogo, a cabeça rodava. Se eu estivesse sóbria, careta, talvez tivesse conseguido reagir. Mas com a cabeça cheia de maconha não tive forças.

Senti a língua de meu filho tentando entrar na minha boca. Ele beijava tão bem, tão delicadamente. Eu ainda relutava. Consegui afastar um pouco minha boca e dizer:

- Filho.... não...

- Eu só quero te fazer carinho, mãe...

Ele voltou a carga e eu fui cedendo. Já era beijo, beijo de verdade, na boca, de língua. Não era um beijo sacana, sujo. Era um beijo doce, ainda que extremamente erótico.

Os braços dele me apertavam contra seu corpo. Estávamos de ladinho. Nossas línguas já dançavam um balé dentro de nossas bocas. Ele grudou mais o seu corpo no meu, e eu pude sentir que ele estava com o pinto duro, encostado em mim. Novamente busquei forças para dizer:

- Filho...é melhor a gente parar.

- Mãe... escuta... não tem maldade nisso. É só afeto. Só quero te fazer carinho. Porque eu te amo muito!

Ele voltou a me beijar, dessa vez com mais ímpeto. Com as mãos nas minhas costas ele me puxava contra seu corpo e eu podia sentir seu pênis, que eu já imaginava ser enorme encostado em mim. Dava pra sentir que no meio das minhas pernas havia uma umidade crescente. Ele realmente sugava minha boca, como se quisesse me engolir. Quando tirou a boca da minha foi para beijar meu pescoço. Acabei soltando um gemido que denunciou o que eu estava sentindo.

- Ahhhhhhhh... Andréééé....

- Te amo... Te amo... - ele respondia.

A mão que estava nas minhas costas começou a deslizar. Percebi que ele ia enfiar a mão por dentro da minha calça para apertar minha bunda, que modéstia a parte sempre foi muito bonita. Quando senti os dedos tentando entrar pelas minhas nádegas foi como se eu tivesse um despertar brutal. Abri os olhos e me afastei.

- Não, André! Chega! Já fomos longe demais!

- Mãe... eu não to fazendo por mal.

Eu estava com os olhos arregalados. Parecia que eu tinha voltado à realidade.

- Eu sei. Mas a gente tem que parar. Nós somos mãe e filho... Por favor, André... Vamos parar.

Ele parecia envergonhado, como se quisesse sumir da minha frente.

- Desculpa, mãe. Eu não quis te magoar.

O olhar dele era tão terno e meigo que eu tive pena.

- Tudo bem, filho. Eu sei que não foi por mal. Mas nós temos que parar por aqui.

- Mãe, eu te amo tanto.

- Eu também te amo filho - disse eu, ofegante - mas é melhor eu ir pro meu quarto.

Levantei-me da cama. Meu coração parecia que ia sair pela boca. Eu queria fugir, mas André me chamou quando eu já estava na porta do quarto.

- Mãe...

Eu olhei. Vi meu filho, que apesar de enorme tinha um olhar frágil e angelical.

- Mãe... promete que você não vai sentir ódio de mim?

- Nunca, meu filho... já passou. A gente só cometeu um erro.

- Então diz que me ama.

- Te amo, filho...muito.

Disse isso eu fui para meu quarto. Eu estava desesperada com o que tinha acontecido. Chorei. Quando tirei minha roupa, vi que minha calcinha estava melada. O remorso me consumia. Mas ao mesmo tempo o tesão era enorme. Uma luta de dois sentimentos. Acabei me masturbando, imaginando que ele estava no quarto ao lado, fazendo a mesma coisa.

Gozei. Gozei horrores lembrando do nosso beijo. No momento do orgasmo eu quase mordia o travesseiro e murmurava:

- Filho... meu filho....

Acabei adormecendo, chapada pelo baseado que fumara, mole pelo orgasmo que atingira, consumida entre o prazer e a culpa.

No dia seguinte, quando acordei, ele já tinha ido para faculdade. O que aconteceu depois vocês saberão no próximo conto.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/05/2019 00:40:18
Excelente!!!
17/04/2018 09:30:15
Excelente!!!
09/03/2018 15:12:06
Gostei... muito bom!
03/02/2017 12:58:33
Ele é seu macho, resta aceitar!
21/01/2017 12:21:16
Ótimo
19/01/2017 09:33:05
Parabens por transmitir os fatos e desejos de forma excelente. Alem disso a qualidade e redaçao de alto nivel dao um plus especial as tuas historias.
15/01/2017 08:09:58
10/01/2017 06:50:34
Delicia de narrativa, ansioso pela continuação.
07/01/2017 01:45:04
10
06/01/2017 23:26:00
05/01/2017 22:44:45
03/01/2017 21:57:04
Nossa, Sônia! Excepcional! Sua redação é excelente! Foi um dos beijos dos mais detalhados e envolventes que eu li. Você soube explicar o desejo e a intensidade crescentes! Muito excitante! Viva esse momento! Nota 10! Beijos!
03/01/2017 21:38:51
Muito bom... Continua.
03/01/2017 07:43:27
Belo conto aguardo continuação !!!!
03/01/2017 06:46:13
muito bom, continue, bem escrito
03/01/2017 05:23:37
Maravilhoso como o anterior! Não negue o prazer e a felicidade: se entregue ao seu homem, seu único macho de verdade!
02/01/2017 23:33:54
meu nome é ricardo tenho 16 anos e tenho algumas duvidas sobre incesto, principalmente com o que sinto por minha mãe, se alguem puder entrar em cotanto comigo
02/01/2017 15:17:54
Esperando a continuação. Ótimo conto. Parabéns
02/01/2017 13:36:35
Muito bom...estou adorando!

Online porn video at mobile phone


chantageou a coroa para se dar bembucetao de sotinho q capui de fucaContos eroticos gay pegando no pau do meu irmao por cima da toalha dpois do banho na belichexvideo comondo gordinha e gozandomeu irmao despresa minha cunhada e ela da a bucetinha gostosa para mimurologista conto gayx vídeos filme casal vai acampar e é atacados pir vários pirocudoscacetudo comendo a buceta cabeluda da comdre porno doidovideoxxx contos eroticos tia bunduda madura ganhando leitinho do sobrinho.contos eroticos patroa enjoada pedreiro taradoesfregando so na portinha deixando ela toda mijadinha xvidionegão machucando o c****** da japa pornô XVídeos tadinhaaquela mulher bem gorda da bundona fazendo sexo assistir àquela bem gordona mulher da bundonaxvideo conto corninhovídeo pornô comendo o c* da magrinha deitada transposiçãoeu confesso. padrinho de casamento vai em casa dorme e come a minha esposa a buceta é dele nas núpciaspano vidio garotas com bucetas jiganteXVIDEOIRMAPUNHETAXvidos emtianda de chortinho ja aguentaorgia com minha irma contogemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudide shortinho vizinho me comeu u facil,tadinho do maridinhoeu, minha namorada, mae e tio contoeroticocontos eiroticos leilaporne depois a nossa ludimeu amor da minha vidacontos eroticos de padastrogozei na bucetinha da minha cunhadinha que ficou muito brabaConto/patroa e empregada na cama amandoXvideos ai meu Cu tira nao aguentosou pau e grandenovinhas cairam no boa noite cinderelavaldenicepornoxvideos com . sexy porno ju safada adora provoncar mulher safadaxvideos Foi espiar as irmaes e pegaro ele e foderaoconto erotico comi avizinha quarentonaestrasalhei a buceta da minha filhacontos cuzinho da Robertamulheres de perna nua com a buceta esgassadaporno mulheres q bota sainhas curtinha para pega onibus lotado sopara ser fufidanegra do.corpo violao e uma bunda gigante de fio dental socada na buceta gostosacoroas rabudas fortes de50anos negras dando de saia pro tioconto em casa neste frio minha boceta pede pica paiContos eroticos gravida evangelicaRASGANDO O CU VIRGEM DE PATROAS VIDEOS BRASILEIRASContos erotico arombei minha prima gordinhAnovinha g****** pelo c****** o carbono tudo no c* dela e ela gritaxvideo foda rija ate choraConto enteada com frio foi esquentar padrastro de camisolacontos eroticos sete anosver gostosas que presisou rasgar o seu chortinho de putinha para dar a bucetaxividio deitA de budA pracimawww.xvideos emprevisto pra fodercontos eróticos eu e meu sobrinhoconto o vizinho velho com novinhaPica cabeçudas encaixando espertinho na xanaxvdeos brasilero irmãogostosas apimentadinha de tesaoContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhacontos erodicos com fotos descobri meu vo e viado e cornovideo porno de homens de sunga e cueca tirando a virgindade da mulher depois gozam em sua vagina filme porno classico brasileirocasa dos contos "eu mudei por ela 11" marisvideo das dançarinas mais gostosas fudeno subino e descenoXVídeo mulher pelada gostosa Barradãofei a buceta pro meu primo mais novo contos eroticosfiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contoswww.xvideo corno convida esposa pra subir no câmbio do carroMENiNO TIRAN DO OCHORTESContos eróticos de tulanovinha magrinha mija na pica grandenovinhas.abrir.buzentaconto erotico noiva bebadacontos eróticos meninas de 25 anos transando com sua calcinha preta com lacinho vermelhoputa amigos whats conto eroticoquero ver mulher de vestido curtinho mostrando o bumbum fazendo movimentona camaMIDINHOPORNOporno novia nai aquetando 2 negrocontos cuzinho da Robertaconto erótico vó e seu netinhoentrei no quarto errado e me fudi contos de incestotia gostosa nova se masturbado para provocá o sóbrioMulhertaradaporcavalocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorge