Garota Solitária 45 (Último Capítulo)

Um conto erótico de StayRayy
Categoria: Homossexual
Data: 24/11/2018 03:34:05
Última revisão: 10/06/2019 22:31:45
Nota 10.00

Capítulo 45

No outro dia, pela manhã ,escutei vozes na sala, levantei e fui ver quem me acordava tão cedo. Chegando lá, está Blair e sua amiga Júlia, aos risos e "gritinhos" de animação, fiquei parada olhando para as duas sentadas no sofá. Blair me nota e já vem com seus deboches.

Blair:- Oi Rayy! Deu formiga na cama, irmã ?!

Eu:- Não irmã, ouvi zumbidos vindo daqui, aí levantei!

Blair:- Aiin sério?!

Eu:- Que diabos vocês tanto sorriem, hein?!

Blair:- Ah, Julinha que ganhou um vídeo game super irado dos pais dela, quer jogar?!

Apenas olhei para a cara da Blair e sua amiga, revirei os olhos, eu estava bolada por ter acordado tão cedo, já eram 8:30, mas para mim, que cheguei quase de manhã, era madrugada. Quando fui andando de volta para o quarto, alguém bate na porta da rua, e Blair toda folgada, me pede para abrir, dei uma olhada mortal para ela e depois fui abrir. Era Patrícia, legal, me vendo com a cara amassada, logo de manhã cedo.

Paty:- Oi Rayy, bom dia.

Eu:- Bom dia Paty, entra aí.

Ela entrou, e eu fechei a porta, seguindo atrás dela. Ela me perguntou sobre ontem, pediu desculpas pela sua irmã.

Eu:- Não te vi mais, você foi embora que horas?

Paty:- Vim lá pra uma da manhã, pq a Elis estava muito bêbada.

Eu:- Eu percebi...

Paty:- Pois é...

Eu:- Então tá.

Paty:- Tá...

Já ia saindo da sala, quando me toquei que eu deveria contar à Patrícia que voltei com a Renata, pois eu não queria que ela ainda alimentasse sentimentos por mim e muito menos que soubesse por outra pessoa, ou que fosse pega de surpresa por aí, não queria magoá-la.

Eu:- É... Paty, será que podemos conversar?

Paty:- É claro né, boba.

Eu:- Vem para a cozinha.

Fui para a cozinha, seguida por Patrícia, e Blair, que não é nada discreta, pergunta:

" Vão para onde?!"

Coloquei só a cabeça na porta da cozinha, e de lá mesmo respondi:

"Não é da tua conta :) "

Júlia sorriu da cara que Blair fez, e eu apenas joguei um beijinho no ar, ela deu de ombros e voltou a jogar. Na cozinha, comecei a conversar com a Paty.

Eu:- Não tem um jeito delicado de dizer isso, mas tenho que dizer.

Paty:- Você e a ruiva voltaram?

Eu:- Sim...

Paty:- Ah sim, fico feliz por você...

Eu:- Mesmo?

Paty:- Sim. Olha, eu te amei bastante e sinceramente, daria tudo pra você me amar também, mas se está feliz com ela, eu fico feliz também...

Eu:- Não sei nem o que dizer... Só queria que você soubesse por mim, não quero magoar você, Paty.

Paty:- Não magoou não, obrigada por contar, foi melhor eu saber assim.

Eu:- Então é isso... Se cuida tá?

Paty:- Você também...

Percebi que seus olhos estavam vermelhos, como quem estivesse prestes à chorar, saí da cozinha e fui para o meu quarto novamente, aquela conversa foi difícil, mas eu tinha que fazer.

RENATA , parte 1.

(Bônus)

Quando acordei, demorei para acreditar que tudo era real, sim, eu estava noiva da Rayy♥️

A noite passada foi a melhor da minha vida, porque ganhei o perdão do meu amor, e meu coração não cabia no peito, de tanta felicidade. Sarah ainda é uma preocupação, liguei para sua mãe, que imediatamente entrou num avião para cá. Fiquei muito aliviada de saber que Sarah iria receber os devidos cuidados, ela chegaria aqui na cidade só a noite, mas saber que alguém estava vindo, me deixou mais tranquila.

Claramente, ela estava com problemas mentais, e só confirmei isso, quando falei com a mãe dela, por telefone. Ela disse que Sarah já vinha se comportando de maneira estranha, e que chegou a perseguir uma ex professora dela. Por enquanto, procurei não pensar em Sarah e sim na minha Rayy, eu não parava de pensar na noite passada, dos nosso beijos, dos seus toques em meu corpo...

"Ah, será que ela tem noção do quanto sou louca por ela?"

(Falei em voz alta)

Eu a pedi em casamento, nunca pensei que um dia aconteceria isso, apenas sonhava em encontrar a pessoa certa, e sem sombra de dúvidas, encontrei. Mal podia esperar para ver ela, queria logo sentir seu toque novamente, pois a saudade que cresceu aqui, dentro do meu peito, ainda é grande. Decidi ir à casa dela, mas vou a tarde, quero matar a saudade, ela que me aguarde.

FIM (BÔNUS) RENATA, parte 1.

CAPÍTULO 45

Continuação:

Mamãe tinha ido passar o final de semana na casa dos meus tios, na praia, só ficou eu e Blair em casa. Depois da conversa que tive com Patrícia, não demorou muito, Blair entra no meu quarto.

Blair:- Tá ocupada ?

Eu:- Não, o que foi?

Blair:- Vim avisar que mais tarde vou ao cinema com as meninas, já tinha pedido para a mamãe.

Eu:- Tudo bem, precisa de grana?

Blair:- Mamãe me deu.

Eu:- Ah sim, tá bom então.

Blair:- Rayy, você está diferente...

Eu:- Como assim?

Blair:- Não sei, parece que seus olhos estão com um brilho, sei lá.

Eu:- Mana, é isso que o amor te faz.

Blair:- Tá falando do que?

Eu:- Senta aqui.

Blair:- Pronto, pode falar, sou todo ouvidos.

Eu:- Ontem, Renata e eu voltamos...

Blair:- Jura?

(Disse surpresa)

Eu:- Aham ... E

Blair:- E o que? Fala logo, que coisa!

Eu:- Calma, que ansiedade é essa? Vai morrer jovem, desse jeito 💁

Blair revirou os olhos e me apressou.

"Diz logo, viada!"

Eu sorri, em seguida suspirei fundo, e comecei a falar.

Eu:- E estamos noivas...

Blair ficou de boca aberta, com uma cara surpresa, tipo, muito surpresa MESMO. Enfim, ela falou algo:

Blair:- É sério isso?

Eu:- Seríssimo minha irmã.

Blair:- Tô impactada irmã. Tá falando sério?

Eu:- Sim ué, pq tanta surpresa?

Blair:- Ah sei lá, pensei que tu fosse ficar encalhada pra sempre 😂

Eu:- Peste!

Ela caiu na gargalhada, e eu acabei sorrindo também, depois ela falou :

Blair:- Nossa Rayy, agora sem brincadeira, estou MUITO MUITO feliz por ti, você merece! De verdade, estou emocionada aqui...

Eu:- Awwn ♥️ vem cá dá um abraço...

A gente se abraçou por um longo tempo, aquele abraço carinhoso de duas irmãs que se amam, e que apesar das brigas e deboches, torcem muito uma pela a outra. Conversamos mais um pouco sobre tudo, sobre ela e Chuck, sobre Renata e eu, sobre Patrícia e etc. Lógico que eu e Renata não pretendíamos nos casar já, isso é num futuro próximo, porém ainda longe, se é que me entendem. Tô terminando minha especialização e pretendo ter a minha própria casa, ela vai terminar sua faculdade, que falta pouco, e aí sim, vamos casar♥️

O tempo passou rápido, chegou a tarde, tomei um banho caprichado, peguei uma roupa de vestir em casa, meu celular estava descarregado total, na mesma hora me bateu uma angústia, pois minha ruiva poderia ter ligado e não conseguiu falar comigo, coloquei na tomada e fui pra cozinha comer alguma coisa, Blair estava se arrumando para sair, não demorou muito, ela ficou pronta, passou lá na cozinha para me dá "tchau", mas ainda teve que esperar por Patrícia, que tinha ido em casa se arrumar, ficamos na cozinha batendo papo.

RENATA, parte 2.

(BÔNUS)

Eu estava pronta, me arrumei e passei o perfume que ela gosta, coloquei um shortinho jeans, blusa com tecido de meia, cor preta e manga, por baixo uma lingerie vermelha, queria ter uma tarde especial com ela... Coloquei um bombom de morango na boca e fui pro carro, não demorou muito e já estava na rua dela. No caminho passei por aquela tal de Patrícia...

"Não acredito que essa pirralha está indo pra casa da Rayy!"

(Falei comigo mesma)

Parei o carro próximo à casa da Rayy, e fiquei esperando aquela garota, queria ver se ela estava mesmo vindo para casa da Rayy. Ela parou na porta, então tive certeza, desci do carro e bati a porta com força, chamando a atenção dela, que ficou me olhando.

Me aproximei dela, ela continuou parada me olhando.

Ela:- Oi, veio ver a Rayy, claro...

Eu:- Exato, algum problema?

Ela:- Nenhum... Quer dizer...

Fiquei esperando ela dizer, mas em seguida perguntei.

Eu:- O que?

Ela:- Só haverá problemas se você a fizer sofrer...

Eu:- Não irei fazer ela sofrer, eu a amo! Mas o que você tem a ver com isso?

Ela:- Eu estou bem aqui, se ela precisar.

Eu:- Ela não vai precisar!

Ela:- Tá certo.

Que garota mais atrevida, minha vontade era de dá outro tapa na cara dela! Até hoje tenho esse desejo, desde daquele dia, lá no Reviver.

Eu:- Não sei se você sabe, mas a gente se acertou e te peço, fica longe dela!

Ela:- Eu sei, e farei o que pede, mas te peço que não a magoe, pois ela é tudo que eu tinha e perdi...

Engoli um seco ao ouvir suas palavras, essa garota só podia está de brincadeira, mas nem por um minuto, me deixei levar. Tratei de ser curta e grossa.

Eu:- O que você veio fazer aqui?

Ela :- Não se preocupa, vim pela Blair.

Nesse momento, alguém abre a porta. Era a Blair, que ficou com uma cara assustada ao nos ver.

"Está tudo bem aqui ?"

(Perguntou Blair)

A caneluda respondeu antes de mim.

"Tá sim amiga, acabei de chegar, você já está pronta?"

Blair olhou desconfiada, tinha medo nos olhos, acho que por saber que odeio essa garota, e com razão. Blair respondeu a ela e depois se dirigiu a mim.

Blair:- Oi Rê, faz tempo que não te vejo, tudo bem?

Eu:- Oi, tudo bem sim... Olha, depois quero conversar com você, tá bom?

Blair:- Claro que sim, mas se for o que tô pensando, está tudo bem, juro!

Eu:- Sinto muito mesmo...

Blair:- Eu sei minha linda, eu entendi tudo, relax 😉

Enquanto isso, a tal da Patrícia ficou observando, ouvindo tudo com atenção, por mim, não teria falado nada na frente dela, mas Blair falou, então só respondi.

Eu:- Obrigada por entender... A Rayy tá aí?

Blair:- Ela está sim, entra aí. Tô de saída, beijos.

FIM RENATA (BÔNUS) parte 2.

Capítulo 45

Continuação:

Enquanto estávamos na cozinha, de repente, minha irmã jura ter ouvido a voz de Patrícia lá fora, na rua, e foi lá ver se era mesmo. Ela foi, e demorou um tempo suficiente para eu me preocupar e ir lá também, mas quando eu cheguei na sala, a porta da rua estava abrindo e por ela, Renata entrara.

Eu:- Oi !!

(Disse surpresa)

Rê:- Oi amor.

Eu:- Nossa, que surpresa boa♥️

Rê:- Mesmo?

Eu:- Claro que sim, pensei em ti o dia todo...

Rê:- E pq essa cara?

Eu:- Desculpa Rê, é pq eu estava atrás da minha irmã, ela disse que tinha escutado a voz da... É... Você a viu?

Rê:- Sim...ela acabou de sair com a "amiga" dela.

(Disse debochadamente)

Eu:- Ih... Que foi?

Rê:- Essa garota...

Eu:- O que tem?

Rê:- Ela é apaixonada por você, Rayy...

Fiquei sem palavras, sem graça, porque é verdade, mas o que posso fazer? Espero que um dia, ela encontre um outro amor, pq eu só quero viver ao lado da Renata, e tomara que ela não deixe esse fato atrapalhar.

Eu:- Rê, esquece isso, estamos juntas, mais que juntas, estamos noivas...

Rê:- Eu sei, só me dá medo saber que corro perigo de perder você...

(Falou tristemente)

Eu:- Ei sua boba, quem disse isso?

(Falei me aproximando dela)

Renata estava com os olhos marejados, prestes a chorar diante de mim, ficou calada, de cabeça baixa. Cheguei mais perto dela, passei a mão em seu rosto, na sua boca, como se estivesse contornando seus lábios, ela fechou os olhos, coloquei suas mãos envolta minha cintura, fazendo ela me abraçar, e continuei acariciando seu rosto, com meu rosto à centímetros do seu.

Eu:- Adorei que você veio...

(Sussurrei)

Em seguida, dei um cheiro no seu pescoço, fazendo ela dá um arrepio que a fez apertar minha cintura com suas mãos.

"Cheirosa demais"

(Falei em seu ouvido)

Ela abriu os olhos, me olhou toda manhosa e sapeca.

Rê:- Estou com saudades...

Eu:- Então vamos resolver isso, o que acha?

Rê:- Acho que é uma ótima ideia...

Colei nossos lábios, num beijo apaixonado, cheio de saudade. Um beijo gostoso, chupei sua língua, que tinha gosto de morango, tentei sugar o máximo do doce que estava em sua língua. Ela me apertava forte, me puxando para si, enquanto eu segurava seu rosto com as duas mãos, devorando sua boca. Ficamos sem fôlego, e separei nossos lábios.

Eu:- Uau... Que boca gostosa, cada dia que passa, fica mais gostosa!

Rê:- Então pode usar e abusar, porque ela é todinha tua...

Eu:- Só minha?

Rê:- Só tua, meu amor...

(Disse com os olhos fechados)

Voltei a beijá-la, saboreando aqueles belos lábios vermelhos, que tem o meu gosto favorito. Quando paramos, ela perguntou:

Rê:- Tá sozinha em casa?

Eu:- Aham, minha mãe saiu e Blair...

Parei a frase, pq lembrei que a peste da minha irmã saiu e nem me deu tchau.

Rê:- Que foi? Tá tudo bem?

Eu:- Está sim, é que lembrei que a Blair saiu e nem deu tchau, ela tinha ido lá fora só ver quem estava conversando, daí não voltou mais.

Rê:- Ela deve ter esquecido...

Eu:- Verdade, peste!

Rê:- Kkkk você e sua irmã ... Aiai

Eu:- Enfim, mas por quê a senhorita perguntou se eu estava sozinha?

Rê:- Ah, pra saber ué...

Eu:- Hum... Tá certo.

Renata respondeu com uma cara diferente, como quem queria "aprontar". Ficamos namorando no sofá, e quando nos beijávamos, a coisa ficava bem quente, e eu estava louca pra tirar a roupa dela, saudades, se é que me entendem. Em um desses beijos ardentes, ela soltou um gemido abafado na minha boca, ela estava entregue e eu também.

Deitei sobre ela, e ficamos no maior amasso, entre as pernas dela, continuei beijando sua boca, ela segurava em meus cabelos, eu passava as mãos em sua coxas, apertando com vontade. Ela deu uma lambida na minha orelha ,deixando meus pêlos todos em pé, isso me deixa louca e ela sabe. Comecei a beijar seu pescoço, descendo mais até chegar perto dos seios, passei a língua de baixo para cima, deixando um caminho molhado, cheguei em sua boca novamente, enfiei minha língua toda, fazendo ela abrir sua boca ao máximo, chupei com vontade, queria possuí-la naquele momento. Eu podia sentir seu corpo todo trêmulo, quando paramos o beijo, ela falou ofegante:

"Me leva para o seu quarto..."

Não foi preciso pedir de novo, levantei e em seguida, a coloquei em meus braços, carregando-a até meu quarto. Coloquei-a sobre minha cama, e deitei sobre ela, beijando sua boca. Ela beijava meu pescoço, me provocando ainda mais...

"Você me deixa louca, sabia?"

(Eu disse)

Rê:- Que bom, essa é a intenção mesmo...

Tirei sua blusa, e para minha surpresa, ela estava com uma lingerie vermelha, bem sexy que me enlouqueceu ainda mais. Abri o zíper de seu short e fui tirando ele bem devagar, deixando à mostra sua calcinha vermelha, ela tinha vestido o conjunto todo. Fiquei contemplando aquela mulher sobre minha cama, de lingerie vermelha, me enlouquecendo os sentidos... Deitei novamente sobre ela, a beijei ardentemente, enquanto ela tentava tirar minha blusa, levantei um pouco para facilitar, ela tirou e fiquei só de top, tirei o short que eu vestia, e deitei sobre ela.

Passeei com minha língua em seu lindo corpo, chupei do pescoço até sua barriga, deixando-a toda arrepiada. Quando cheguei em sua calcinha, assoprei por cima, com minha respiração quente e dei uma lambida, que fez ela inclinar seu quadril para frente, esfregando sua buceta em minha boca. Fui tirando sua calcinha com os dentes, bem devagar, tirei a parte de cima e segurei seus peitos, um em cada mão , apertando, fazendo-a gemer. Em seguida caí de boca, chupava com maestria, alternando num e outro. E sem menor aviso, desci a boca para sua buceta, que estava encharcada, só de olhar dava para perceber... Estava depiladinha, rosada, apertadinha, só esperando por minha língua. Dei um beijo, chupando seus grandes lábios, passei a língua na sua virilha, e dei um beijo de língua, como se fosse sua boca, beijava ardentemente, enquanto ela gemia baixinho, se mexendo sobre a cama, empurrando minha cabeça contra sua bucetinha...

Enfiei a ponta da língua em sua entrada, fazendo-a delirar de prazer, comecei a chupar seu clitóris, lambia e chupava, fiz isso por um tempo, e quando percebi que ela estava prestes à gozar, eu parei, pq eu queria degustar mais um pouco, mas minha atitude a deixou louca...

"Por favor, me deixa gozar..."

(Falou ofegante)

"Vou deixar, mas quero matar a saudade dessa bucetinha gostosa primeiro..."

(Eu disse)

Continuei a chupar intensamente, coloquei suas pernas em cima dos meus ombros, e mandei ver, chupando fortemente, dessa vez a deixei explodir num gozo profundo, que durou mais de um minuto, dando espasmos sobre a cama, as pernas trêmulas, e sua buceta fazendo aquele som gostoso que tanto amo e me dá tesão. Tirei suas pernas sobre meu ombro, e coloquei sobre a cama , a deixando se recuperar. Deitei ao seu lado, ela estava de olhos fechados, recuperando o fôlego. Em seguida, ela deitou sobre mim, seu corpo nu colado no meu, ela cuidou em tirar a minha calcinha, enquanto ao mesmo tempo, eu arranquei meu top, queria sentir melhor nossos corpos pelados , grudados pelo suor... Ela lambeu minha orelha, colocando sua língua dentro do meu ouvido, mordendo a ponta e em seguida sussurrou:

" Eu quero mais..."

Então ela se encaixou em mim, levantando minha perna, e grudando nossos sexos, em seguida começou a rebolar sensualmente, mexendo gostoso, me levando ao delírio... Ela aumentava seus movimentos, me fazendo mexer sob ela, eu não aguentaria muito, sua buceta quente pulsava sobre a minha, e ela esfregava cada vez mais rápido , me fazendo gemer de prazer...

"Não para , não para ! Gostosa..."

(Falei rouca ,quase sem voz)

Ela continuou movimentando rapidamente, até que gozamos gostoso, seu mel me lambuzando toda, se misturando com o meu. Ela caiu sobre mim, cansada, enquanto eu estava com a perna tremendo e meu corpo ainda dando pequeno espasmos...

Ficamos alguns minutos em silêncio, com a respiração ofegante, completamente exaustas, ela saiu de cima e se deitou ao meu lado, de frente para mim , me fazendo ficar de frente pra ela também. Nos encaramos, ela abriu um sorriso lindo para mim, me fazendo corar.

"Que foi?"

(Perguntei)

Rê:- Estou te olhando...

Eu:- Percebi né... Rsrs

Rê:- Boba ...

Eu:- Você é que está com a cara de boba aí ,me olhando...

Rê:- Não posso olhar?

Eu:- Claro que pode...

Ela passou os dedos em meus lábios, acariciando, em seguida mordeu seu lábio inferior, como se estivesse com fome de algo... Aquele gesto me acendeu novamente, não sei como ela consegue ser tão sexy em um simples gesto.

"Tá me provocando é?!"

(Perguntei)

"O que você acha?"

(Ela disse)

"Eu acho que sim..."

(Eu disse)

"Achou certinho..."

Ela me olhava nos olhos, como se pedisse só com o olhar, imediatamente a tomei nos meu braços novamente, ficando em cima dela, enquanto ela arranhava minhas costas com força, até doeu um pouco, mas o prazer era maior. Ela me beijou, me apertando contra seu corpo cada vez mais, como se quisesse pra eu entrar nela, fiquei sem fôlego e disse:

"Você está tarada..."

Ela me olhou e sorriu, e colou nossos lábios novamente. Eu apertava suas pernas, abrindo-as, pra eu ficar no meio, colando nossas bucetas. Chupava seus peitos, mordi os biquinhos, a fazendo da um gemido alto, e quando eu ia penetrá-la, ela disse:

"Coloca o Charlie..."

(Falou ofegante)

Fiquei surpresa ao ouvir esse pedido, não acreditei no que ouvi e quis me certificar:

Eu:- Você quer que eu use o "Charlie"?

Ela corou, e ficou alguns segundos em silêncio, depois olhando nos meus olhos , disse:

"Quero, muito..."

Eu amei a ideia, meu tesão só aumentou com esse pedido. Antes de eu falar qualquer coisa, ela falou novamente.

Rê:- Você não quer?

Eu:- É claro que quero, vou adorar fazer isso...

Rê:- Então faz...

Levantei e fui até minha gaveta, peguei a prótese peniana de 16 cm, que já vinha em uma cinta. Coloquei a cinta em mim e em seguida, peguei o preservativo que veio acompanhando, coloquei e voltei para a cama. Renata me olhava com desejo, e eu estava enlouquecida de tesão, queria penetrá-la gostoso com aquele pênis e mal podia esperar... Deitei sobre ela, dei uma chupada em sua buceta , a fazendo gritar, pois ela não esperava por isso. Quando me posicionei entre suas pernas, ela disse:

Rê:- Amor...

Eu:- Oi

Rê:- Jura que sou a primeira que você vai comer com esse pênis?

Eu:- Juro... E vou te comer bem gostoso, prometo...

Rê:- Então coloca, vai...

Ela abriu suas pernas, passei a mão sobre sua bucetinha, que estava muito molhada, fiquei entre suas pernas, lambuzei toda a prótese com seu próprio mel, posicionei só a cabecinha na entrada de sua buceta e antes de enfiar, eu disse :

"Se doer, me fala, tá ?"

"Tá..."

(Disse Renata)

Então, em único movimento, empurrei a cabeça dentro da sua bucetinha, ela deu um pequeno gemido, apertando meus braços, quase me rasgando com suas unhas... Aquela sensação era incrível, eu podia sentir como se aquele pênis fosse meu de verdade... Enfiei mais um pouco devagarinho, até que ele entrou a metade, alargando um pouco mais aquela buceta apertada... me deitei sobre ela, e comecei a meter, num ritmo calmo. Renata gemia, e me abraçava apertado, enquanto eu a comia na posição "papai e mamãe"...

Fiquei naquele ritmo, e abri ao máximo suas pernas, pude sentir que ela estava relaxada, os músculos de sua buceta estavam relaxados e bem lubrificados, permitindo uma melhor penetração. Ela continuava me abraçando, me apertando cada vez mais contra seu corpo, o que fez o pênis entrar completamente em sua buceta. Sussurrei em seu ouvido:

"Está doendo?"

Rê:- Está gostoso... Continua amor...

Comecei a meter um pouco mais rápido, naquele vai e vem gostoso, fazendo ela aumentar seus gemidos, e rasgar minhas costas ainda mais. Depois de um tempo nesse vai e vem, senti que ela estava "acostumando" com pênis em sua buceta, o que me fez acelerar os movimentos.

"Mete, mete amor... Vai , não para"

(Ela disse ofegante)

Eu:- Tá gostoso, tá ?

Rê:- Sim amor, como é bom te sentir dentro de mim... Me come vai !

Eu:- Vou te foder todinha !

Levantei um pouco e meti mais rápido, fazendo ela levantar os quadris. A coloquei de quatro, fiquei de joelhos sobre a cama e comecei a penetrá-la, ela gemia e dizia palavras soltas, segurei em seu cabelo com força ,enquanto enfiava gostoso em sua bucetinha gostosa. Quando senti que ela iria gozar, coloquei um dedo em seu ânus.

"Ai amor... "

(Ela gemeu)

Eu:- Quer que eu tire ?

Rê:- Não... Mete devagar, ele é virgem...

Eu:- Vou meter devagarinho, tá ?

E segurando os cabelos dela, continuei, comendo sua buceta e o com dedo em seu cuzinho apertado. Enfiava o pênis cada vez mais rápido sem tirar meu dedo do cuzinho dela, até que ela gozou loucamente, gemendo alto. Eu quis continuar metendo ,mas ela gritou:

"Tira amor, tira..."

Então tirei o pênis da sua buceta e o dedo do seu cuzinho. Ao tirar o pênis, sua buceta fez um enorme barulho, como se ele tivesse abafando o som que ela faz toda vez que goza , mas ao tirá-lo, o barulho saiu junto... Ela se deitou de bruços, e caí ao seu lado.

Depois que ela se recuperou , disse:

"Você acabou comigo..."

Eu:- Quem manda ser gostosa desse jeito?

Rê:- Tô toda ardida, amor...

Eu:- Desculpa amor...

Rê:- Não, foi maravilhoso... Foi como se eu tivesse perdido a virgindade de novo...sabia?

Eu:- Como assim ?

Ela pegou minha mão e colocou em sua buceta, quando tirei a mão ,veio melada de sangue, mas no pênis não tinha sangue.

Eu:- Amor ,você tá bem? Doeu ? Me perdoa meu amor... Pq você não falou ?

Rê:- Calma... Não doeu , só quando entrou, doeu um pouco, mas eu estava muito molhada, só sangrou pq com esse pênis , você me abriu mais, amor ...

Ela ficou vermelha ao dizer isso, mas eu fiquei com tesão.

Eu:- Nossa, ouvir você dizer isso, me excita, sabia ?

Rê:- O que ?

Eu:- Que eu te "abri" mais ...

Rê:- Safada ... Me deixou toda ardida aqui...

Eu:- Deixa eu ver ,deixa ?

Olhei e sua bucetinha estava bem vermelha, realmente eu tinha dado uma surra nela ... não resisti e caí de boca. Chupando delicadamente, me deliciando com seu mel...

Rê:- Aiin amor... Ela tá sensível...

Eu:- Só quero dá uns beijos, tá ?

Rê:- Tá...

Dei vários beijos e lambidas nela, inclusive no seu cuzinho, que a fez enlouquecer... Depois de algumas lambidas em seu cu, voltei para sua buceta.

Rê:- Amor, deixa ela descansar um pouco...

Atendi ao seu pedido e me deitei ao seu lado.

Eu:- Desculpa, é que você me leva ao céu...

Rê:- Você é que me fez delirar de tanto prazer ,isso foi incrível...

Eu:- Concordo, foi incrível... E vou querer isso mais vezes ,viu ?

Rê:- Com certeza...

Eu:- Amor, depois você deixa eu comer seu cuzinho?

Rê:- Você já comeu...

Eu:- Quero tirar a virgindade dele por completo...

Rê:- Quer comer ele com a prótese?

Eu:- Aham...

Rê:- Quem sabe um dia, vou pensar no teu caso, mas agora quero dá é outra coisa pra você!

Eu:- Já descansou ?

Rê:- Uhum...

Eu:- Safada!

Renata subiu em cima de mim, e sentou sobre o pênis, engoliu-o todo com sua bucetinha molhada, e começou a cavalgar, ainda desajeitada, dava pra ver quer era a primeira que ela fazia isso, mas como tem o corpo super flexível, logo conseguiu ritmo, me levando à loucura, tendo a visão do paraíso:

Renata nua rebolando em cima de mim, que a comia com um pênis de 16 cm... Ela ficou nesse sobe e desce , e quando estava gozando, rebolou loucamente ,liberando seu mel , lambuzando a prótese. Eu gozei junto, só de ver essa cena...

Ficamos exaustas e felizes, ela deitada sobre meu peito, acabamos pegando no sono...

E assim termino essa história, que na verdade , continua aqui , na vida real ♥️

Eu e Renata continuamos noivas , e um dia iremos nos casar, com a vontade de Deus. De vez em quando ela pega no pé por causa da Patrícia, que continua frequentando minha casa, pois ela se tornou a melhor amiga da minha irmã. A Tal da Sarah foi embora com sua mãe, Luh continua com o boy dele , Taylor está na pista, pois como ele mesmo diz :" sou de todo mundo"

Blair ainda namora com o Chuck, mamãe deu sua benção, mas com os olhos bem atentos... Rsrs

Há poucos dias ,soube que Patrícia estava de rolo com uma menina, fiquei feliz por ela e torço para que dê certo.

Eu e a Rê? Bom, a gente continua louca uma pela outra, eu morro de ciúmes dela e ela de mim, depois desse dia , que usamos a prótese peniana na nossa transa, virou um acessório, mas ela ela não dispensa meus dedos e língua, se é que me entendem rsrs

Estamos juntas há dois anos e meio, e parece que todo dia me apaixono cada vez mais por ela. Continua linda, com sua bunda enorme e pernas grossas, chamando atenção por onde passa, me dando muito trabalho hahaha minha ruiva gostosa , minha companheira de todas a horas, passamos poucas e boas durante esse tempo que estamos juntas, e só nos uniu mais. Jamais terminamos ou demos tempo, a gente mal pode esperar para casarmos logo e viver juntas até o último dia de nossas vidas. E assim, eu que era uma garota solitária, me tornei a garota mais feliz e realizada, pois encontrei o amor verdadeiro.

Eu:- Rê

Rê:- Oi amor

Eu:- Você sabe o quanto você é linda e o quanto sou apaixonada por ti ?

Rê:- Que sou linda não sei, mas sei que me ama e que eu te amo mais !

Eu:- Quem disse ?

Rê:- Eu disse ...

Eu:- Não sei como você sabe...

Rê:- Kkkkk ah porque sei ué

Eu:- Boba , vem cá !

Nos beijamos apaixonadamente...

FIM

Agradecimentos:

Quero agradecer à todos que acompanharam essa história até o final, obrigada pela paciência, sei que é horrível ter que esperar... Mas enfim concluí, espero que tenham gostado. Obrigada por todos os comentários, cada um me incentivou a escrever mais.

Beijo no coração de todos.♥️💋

- Rayy

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/05/2019 10:14:35
Muito bom, quando nos traz um novo conto
08/12/2018 09:07:10
Nossa escreva mais. Um grande beijo.
01/12/2018 03:21:40
😍😍😍😍😍😍que perfeito parabéns meninas qe pena qe acabou ;( acabou 😳
26/11/2018 16:17:49
Muito feliz por vocês, quando casarem postem por favor
24/11/2018 19:35:44
Obrigada você meu anjo, por ter acompanhado com tanto carinho , Kammy 😍
24/11/2018 14:32:31
Aaah 😍 obrigada por concluir a história, foi muito massa❤️
24/11/2018 08:49:46
Que conto mais perfeito! Achei muito excitante esse final , poxa nem acredito que acabou... To triste :(
24/11/2018 08:44:31
Barby meu anjo, também fiquei triste por terminar a história, mas também me senti feliz pq consegui a finalizar... Foi difícil rsrs quem sabe um dia eu continue contando , mas por enquanto ,este é o final... Deixa acontecer mais coisas ,aí quem sabe relato aqui 😉
24/11/2018 07:48:58
Nossa muito eu amo de paixão sua história e fiquei triste por ser o fim Poxa vc deveria continua a postar sobre vcs Como sempre fez E felicidades ao casal

Online porn video at mobile phone


Sou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhoconto comi a tia coroa peidorreiraxvideo vou contar como transei com minha inquilina da bunda grandePorno conto mae no msnhomem pega mulher sozinha no meio da rua e transa com ela e faz o regaço a b***** dela pelo XVídeoscontos eroticos maduras negras peludasvídeo pornô ginecologista idoso não resiste a bucetinha apertadinha da paciente e a estrupa forçanegao pega a loira gostosa de conchinha e corno adoraela pelada nua mostrando a b***** b***** mulher pelada nua senão tabaca vocês vão sair de ser por nós no parágrafogaroti gay pauzudp ttansar c homem cacetudo e grisso vidio pirnoconto etotico patroa e empregada bixesual e seu esposomomento de carinho dando mordidinhas na nuca e desce lambendo as costas até chegar no cuzinhoconto erotico gay negao pirocudo gosta de maltratar viado branconovinho lendo no park louco de tezao por um homem forte gostoso e peludoconto porno o mastro santo do padrecontos sobre chantagiei minha tia e q comio negro aldo e esposinha contocontos espiano o decote da minha maedeixa eu por só a cabecinha, conto eroticoxvidio porno comendo a cunhada de fio dental rocho no banhopendi pra tranza com minha tiaxvideos nao resisti ao padrasto dotado q fode sem do ela gemendo muitoMIDINHOPORNOquero ver um vídeo da Cidade de Areia do interior boyzinha de láme vesti calcinja e sutia e dei a roda contovideos de meninas llevando fortes choques de fios de luz na buceta pelada ate hritarso contos de evangélica traindo maridogarotocabelos grandes blusa pretavídeo pornô das crentes do pinto grande e cabeluda f****** e g******porno tirando roupa itrando na picagay ficou so roçando no meu cu eu arrupiava tudoWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOSbaixando acaucinha lentametifudeno bucetas e gozando nas entradinhasXVídeos marido Chapado e o amigo aproveito na festacontos reais casada com leite nos seiosesposa do tio de leg contoscontos eronticos batedo uma quando a vizinha viuxvidoe.cm baianas crentis traindo o maridoolha amor que jeba gostosaxvideos comeu irma da conhadrelaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..contos eiroticos leilapornNovinha rabetao transando com cara calsadocoto de maes encinado filho apor camizinhawww.sex.porno.pauzudopadre.flagra de coroa transando de bruço em praia de nudismocomendo bucetinhas das novimha tarafinhaHESTORIAS DE VIDA DE TIAS QUE FODEM COM SEUS SUBRINHOvídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhoXVídeos b***** gordinha raspada entendendo escondidoContos pedi pro meu marido me levar num puteiromiha boceta ta pimicando queru rolameu amigo tirando o atraso com a minha esposa contodei a buceta no rio contos eroticoso desejo pela amiga da academia contos eróticosMeu marido virou a minha putinhawww.xvideos.com corno nao perdubatirinha enfiar so a cabeça no cuzinho virgemcudemachopornografiaxnxx porno gey contos eroticos novinho pegando priminho no riachocu esculachadias calcinhas suja daminha cunhada contosamigos da morte na casa das águas passa agora pelada fodendonovinha chora mas negao garda a rola nabucetinhacomendo a sobrinha de 13 aninho conto eroticoscontos gozei na boca da menina deficientepolicial fudendo com mulher que levava drogas na bucetaestourada pelo amigo pintudo do meu marido ser ele saber contos eroticosporno gey contos eroticos priminho inosenteConto erotico velhinho tomou Viagra quase matou a mulher gosou muito no xvideo Mobile