Dando pra dois machos.

Um conto erótico de Naldinho
Categoria: Homossexual
Data: 15/05/2019 09:33:51
Nota 10.00

continuação:

Quando eu aceitei dar para o Vicente, o cara que tinha abusado de mim, que depois passou a me iniciar, nem era porque eu gostava de dar o cu, é que ele era bacana comigo e eu não queria que ficasse chateado, e, além disso, sempre me dava presentes. E eu achava que não tinha nada demais porque era só pra ele gozar, e ninguém sabia o que eu fazia. Mas eu não imaginava que ele tivesse tanta vontade de meter. Toda a tarde ele me chamava pra ir na casa dele e me comia. E até duas vezes por dia, principalmente à noite quando saíamos pra rua. Meu cu não era mais fechadinho e estava sempre melecadinho de porra.

Com toda a experiência dele, me fez ser sua putinha exclusiva. Foram meses me fodendo direto. E ele foi percebendo que eu já era viado, já gostava de dar o cu, ficava procurando por ele. E eu, realmente, estava prestando atenção nos homens, olhava os volumes, e tinha vontade de ser enrabado. Aí ele já mandava eu entrar na casa dele, nem me dava mais nada de presente, mandava chupar a pica dele e me fodia. Eu, como putinha, só fazia o que ele queria.

Numa tarde, como de costume, entrei na casa dele, e, antes de começarmos transar, ele disse que o João pediu que queria ir junto, e, como ele vinha insistindo, ele acabou deixando. Logo questionei que ele poderia falar na rua, quando disse que não precisava me preocupar, pois já tinha falado com ele, que não comentaria com ninguém. Esse João era um dos moleques que me passava a mão e me chamava pra dar a bunda, era da mesma idade do Vicente.

A gente já estava numas brincadeiras, quando o João chegou. Já haviam combinado entre eles de me comerem naquela tarde. Só que o João disse que não tinha ninguém na casa dele, pra irmos no quarto dele, o que fizemos os três. Aí o Vicente foi tirando a minha roupa, e os dois me fizeram de sanduíche. Logo ficaram pelados e eu sentia o pau deles muito duros, um esfregando no meu pinto e outro na minha bunda. Vicente mandou eu chupar a pica dele e acabei fazendo isso na frente no João, que logo em seguida pediu pra fazer pra ele. A pica do João era menor, meio torta e parte da cabeça era escondida, chupei e quase engoli inteira, o cara delirava. Aí combinaram de o Vicente me comer primeiro. Fui pra cama, me deitei de bruços, ele cuspiu no meu cu, deitou-se por cima, passou a cabeça na portinha e foi empurrando pra dentro, me abraçou por trás e ficou socando, tinha entrado de uma vez, mas doendo só um pouco, eu me mexia, empinava a bunda pra ele foder e escutava o João dizer: deixa eu meter no cu do Naldinho. Vicente vendo que estava querendo gozar, parou de socar e se levantou. Continuei deitado com a bunda empinada, esperando o outro pau, e na mesma hora senti o João deitando-se em cima de mim, apontou no cu e soltou o peso do corpo e o pau entrou tudo. Como meu cu já estava aberto e molhado, e o pau dele era menor e mais fino, nem doeu, cheguei a dar uma apertada pra enganar, pra que ele sentisse meu cu. Estava diferente porque ele socava mais forte e mais rápido que o Vicente. Ninguém gozava e eles iam se revezando no meu cu, trocando de lugar, se alternando. Mesmo sem precisar, cuspiam tanto no meu cu, que ficava cada vez mais largo, que eu tinha que enxugar. João pediu pra gozar primeiro, porque disse que o Vicente me arrombava muito e ele queria que eu sentisse a esporrada dele. Com o Vicente concordando, passei a sentir uma foda mais violenta do João, até que gozou, gemendo e arregaçando meu cu. Assim que ele se levantou, Vicente trepou em mim, me agarrou forte, enterrou tudo, deu umas estocadas em cima da porra do João e gemendo demais gozou muito, acabando de encher meu cu de porra.

Fomos logo embora, antes que chegasse alguém, e tive que apertar o cu pra porra não escorrer e só em casa, vi a porra saindo e meu cu bem aberto. Mais tarde voltei pra rua e ficamos os três conversando sobre a foda. O João reclamava que o pau do Vicente era mais grosso e me arrombava, que na próxima vez ele queria ser o primeiro, pra sentir abrir meu cu. E um montão de besteiras, até chegar mais alguém, e pararem.

E eles me comeram em dois por muitas vezes, ora na casa de um e ora no quarto do outro. E não deixaram ninguém saber de nada. E, com essa confiança neles, eu deixava fazerem o que quisessem comigo.

Aí, um dia, quando saí pra rua pela manhã, o João estava na área da casa dele, fez um sinal e me chamou pra ir lá. Ficamos conversando e ele disse que queria me comer, mas sozinho, sem o Vicente por perto, se eu dava pra ele. Eu disse sim, mas não queria que Vicente ficasse sabendo, pois era ele que me comia e ainda tinha confiado nele. Fomos para o quarto e ele já ficou pelado, pediu pra chupar e eu já me abaixei e enfiei na boca, chupava e ia puxando a pele pra baixo pra cabeça sair mais, acho que doía e eu judiava, o cara ficava com o maior tesão. Fomos primeiro na cama, deitei de bruços, ele cuspiu no meu cu e veio por cima de mim e começou a meter. Tive que pedir pra meter devagar, pelo menos no começo, porque estava fechadinho, o que ele adorou. Realmente ele sentiu a rola abrir meu cuzinho e se empolgou, fodia forte, com estocadas, tipo arregaçando, pra extravasar o tesão, tanto, que não resistiu muito a quentura do meu cu e esporrou dentro. O cara ficou muito contente e eu já estava esporrado logo cedo.

Quando foi à tarde, mesmo dia, nós fomos na casa do Vicente e dei pra eles dois, como fazia sempre. O João me comeu primeiro, abrindo o meu cu, depois deu a vez para o Vicente, que me alargou, fiz questão de dar uma enxugadinha na hora do João, pra deixar mais gostoso, e acabei tomando outra esporrada dele e depois a do Vicente, que me enchia de porra.

Dei o cu várias outras vezes só para o João, em vários lugares, sem que Vicente ficasse sabendo. Acho que tudo isso deixava João muito tesudo e louco pra me comer. Mais tarde paramos de meter nós dois, e nem em três. Voltei a dar só para Vicente e foram por anos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/05/2019 21:06:14
Demais
15/05/2019 11:29:09
Continua.
15/05/2019 10:51:56
Obrigado pela leitura. Dei pra outros e pretendo relatar, por aqui, e, caso queira, particularmente, com fotos, no endereço
15/05/2019 10:20:05
esse foi bem melhor que o anterior. vc ta melhorando. vc so dava para os dois? chegou dar para outro ou outros?. continua.

Online porn video at mobile phone


contos eróticos primeiras experiências com siriricaver fitis de mulheres dando a buceta encostadas na mesa. de vestido curtonovinha menor engolimozoofillapornocaseiropatricia vizinha casada safada gemendoconto prazer de receber uma punhetinhapornoproibidodoidaonasauna corroas inseistovideo porno menina beino vinha sedoi strupada fosacomendo a gostoza demadrgada escondido da namoradaContos erotico meu primo fodeu minha esposa de calsa legg brancafotos do castiel o anojo de sobrenatural nu roludo Como tratar a vagina da mulher vermelhada diversos em siribinhaconto erotico bacanal bucetaescravo da esposa scateu com 18 anos de idade eu era virgem da minha buceta e virgem do meu cu minha mãe disse pra mim filha hoje a noite eu e você e seu pai vamos pro motel pra você perder sua virgindade da sua buceta com seu pai conto eróticocontos mulheres casadas camareiro de hotelConto pau mendigo punhetabuseta.daclaudia.ranharbaixar vídeo pornô coroas esfregando na caixaporno gay com vendedor de porte e portaminha filha sentou no meu colo de minisaia conto eroticocombinei com amigo comer minha esposa dp contosele a enrabala e ela a cagar.se pornoporque.menina.uza.shortinho.agarado.na.bumdaputa lambe pe do macho contoContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dorxnnx amor poe na portinha do meu cu e deixa que eu empurroSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaMínhas filhas taradasmtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1Pais pauzudo 27cm com filha contoscontos eroticos - an american talecavalo fudendo mulher com estorcada fortegotinha gosrosa virgem pperdendo o cabaco com o namorado na cama dela trsandoContos vi que a bucetinha da minha nora tava inchada. Nao resisti meti meu pau na buceta dela ela gritava muitoconto erotico amamentando velho negrotesao pelo chule da minha funcionaria contos eroticos podolatriavideo de sexo amador olaine gratis assistir sem elas pecebernovinho filho contoerotico cnnconto erótico- flerte com filhinhoetiada dormindo cem calçinhaquero ver filme pornô mulher metendo metendo e gritando mexendo na terrapica hxh belem paraperna.abertadi calcinhamamadelas e fodas na buceta fundameu irmao adora meu chule contos eroticoxisvido tia nocolo sobriuolha bucetimha linda da jumentinhacontos em quadrinhos gratis deincestos de homens iperdotadoscontos eroticos madura gosto de foder com caralhudosxvideos cm filha aproveita que o pai saiu e arrobo a madresta bem novinhacontos eroticos.padres dotados metendo a picahistórias reais de pedreiros que fuderan as mulheres do patrãohomem sarrano na mulher sem calsinha no onibuscontos eróticos sequestro gaycontos a punheteira do papaiconto erotico novinhado dando pos priminhos novinhosconto erotico de minha titia rabuda nua do rabao la em casa de sainha curtacontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhaNeguinhis safados do pau enormi xvideoisso viadinho filho da puta tem um cacetao bem pra vc tomar no cu gostosoDepois que fui p macumba virei lesbica contosbeijo o conhado e deu o cuzinho pra eleporno com professora gostosa e aluno tendro tá sala de aulaconto eeotico fimosebucetao peladinha levando duas picameladafoto porno de babalu montada no cavalorola gradi nocu danoviameu avô estorou meu cabacinhovidio de cazal de namorado tranzandoporno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadasconto sexo madruga com frorindamundobicha violentada amigo na telaMEU PRIMO COMEDOR ME OBRIGOU A MOSTRAR MINHA ESPOSA RABUDAXvideos mae de santo fodendo no centro de macumbacangapor hd pronVampiros-Casa Dos Contos zdorovsreda.rugostosa safada senta toda arreganhada destraida na fente do padrastrocontos eroticos fazenda do interiorconto erotico gay aprendendo a dirigir sentado no colomulher de shortinho jeans desfiadinho socado na rua